lunes, diciembre 07, 2015

Capoeira de Besouro

Besouro Mangangá sin duda un personaje mítico en la capoeira refleja mucho de lo que fue un capoeirista, cuando la capoeira estaba prohibida y generalmente asociada con malandros, aunque uno no vivió esa época y nos llega sólo quizás los relatos de los vencedores. 

Paulo César Pinheiro

Nesse mundo camará
Mas não há mas não há
Mas não há quem me mande
Eu só sei obedecer
Se mandar
Se mandar são bento grande
É de angola é de angola é de angola
De angola de angola de angola

Meu avô já foi escravo
Mas viveu com valentia
Descumpria a ordem dada
Agitava a escravaria
Vergalhão, corrente, tronco
Era quase todo dia
Quanto mais ele apanhava
Menos ele obedecia

Quando eu era ainda menino
O meu pai me disse um dia
A balança da justiça
Nunca pesa o que devia
Não me curvo a lei dos homens
A razão é quem me guia
Nem que seu avo mandasse
Eu não obedeceria

Esse mundo não tem dono
E quem me ensinou sabia
Se tivesse dono o mundo
Nele o dono moraria
Como é mundo sem dono
Não aceito hierarquia
Eu não mando nesse mundo
Nem no meu vai ter chefia. 

Siempre he pensado que la capoeira es una arte marcial para liberar y eso es algo que platicaba al finalizar el sábado con otros camaradas de capoeira, cuantos tullidos y atrofiados, temerosos, sin embargo algunos captan al probar la capoeira y vivirla una sensación de libertad, libertad más allá de este tiempo aciago o dulce.


No hay comentarios.: